Workshop Colódio Húmido c/ Paula Lourenço

Colódio_desdobrável

DIAS: 27 e 28 de Maio

Preço: 60 € (dia 27 apenas); 140 € (dias 27 e 28)

Local: HÉLICE@Hangar – Rua Damasceno Monteiro 12, 2º – Lisboa à Graça.

Inscrições: helice@helice.pt

>Workshop positivos em colódio húmido

A fotografia é resultante da dedicação e de inúmeras de descobertas realizadas por físicos e químicos antes e após a sua apresentação ao público em 1839.

Os positivos em colódio húmido, são na realidade imagens negativas suaves que, sobre um fundo negro, se visualizam positivas. São variantes do processo de produção de negativos em colódio húmido publicado na revista The Chemist em 1851 por Frederick Scott Archer. Este processo revolucionou a fotografia na sua época por possuir uma grande capacidade de reprodução de pormenor e pelos tempos de exposição relativamente curtos. Adormecido apartir de 1880 devido à introdução das chapas secas, o interesse por este e outros processos históricos, surge como oposição à perfeição oferecida pela industria fotográfica do final do século passado e tem vindo a aumentar como alternativa ao “point and shoot” trazido pela era digital. Como refere um dos grandes divulgadores do colódio húmido na Europa, Quinn Jacobson, no seu livro Chemichal Pictures , “They (the people that attend to the workshops) have a desire to work in these old processes to say something in a new and interesting way … it’s a god thing to be forced to slow down and interact with real people and real material – to succeed and moreover to fail and not be able to photoshop it”.

Neste workshop percorreremos todas as etapas para a produção de positivos em colódio sobre vidro, os ambrótipos, e iremos reflectir sobre as suas particularidades. Vamos preparar soluções, preparar os vidros, sensibilizar, expor, processar, envernizar e construir embalagens para as imagens produzidas. Cada participante levará consigo uma das imagens produzidas ao longo da sessão e um workbook do processo.

>Programa

Dia 1 27 Maio

Todos os participantes

Início 10h

Apresentação*:

Colódio – História e contemporaneidade

Teoria Geral

Variantes – Negativos e positivos que na realidade são sempre negativos

Livros de receitas – Variáveis e o seu controlo

Pausa

Preparação das soluções de trabalho

Dia 2 – 28 de Maio (máximo 2 participantes, serão agendadas as sessões necessárias conforme o nº de interessados, a primeira será no dia 28 de Maio)

Durante o workshop realizar-se-á um retrato e uma natureza morta em formato 9x12cm. Os participantes poderão trazer acessórios para a construção das suas imagens.

Início 9h

Prática:

Preparação de vidros

Sensibilização, exposição e processamento de imagens positivas em vidro e em alumínio.

Envernizamento e proteção das imagens

Embalagens e acondicionamento das imagens

Cada participante levará um positivo produzido na sessão e um caderno técnico do processo.

 

>A Formadora

Paula Lourenço – 1982

Paula Lourenço é licenciada em Fotografia pelo Instituto Politécnico de Tomar. Durante os últimos anos foi docente da componente laboratorial de unidades curriculares relacionadas com os processos históricos e alternativos.

Desde 2007 realiza workshops de processos históricos (Casa-estúdio Carlos Relvas; Carpe Diem – Centro de arte e pesquisa), formações de curta duração para crianças e jovens e tem colaborado em projetos artísticos (No true magic de A Jigsaw – Imagem e impressões sobre madeira, com Sofia Silva e Miguel Duarte; Ampliador de Associação Fosso de Orquestra, impressão sobre vidro das imagem projectadas no espetáculo; e tem acompanhado a componente prática de teses relacionadas com processos fotográficos históricos e/ou alternativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *